Modelo Mental


"Eu ouço e esqueço.

Eu vejo e me lembro.

Eu faço e entendo."

(Confúcio)


Tema do dia: Estímulo

Para obter qualquer conhecimento, precisamos de estímulo, motivação e curiosidade que podem influir em nossa vida. Nossos estímulos podem vir de influências externas, como os amigos, o meio social, econômico ou cultural; e por meios internos, como: caráter, ambição pessoal, sonho etc. Tais estímulhos podem manifestar-se involuntariamente ou ser adquirido, através de técnicas, disciplina ou mesmo adaptação.

"Inspiração vem dos outros.
Motivação vem de dentro de nós."

Segundo um artigo no site Capacitacão em Lideranca, Gilberto de Souza cita o Modelo Mental como se fosse um “programa em nosso cérebro”.

É a base que cria as atitudes da pessoa diante da vida e faz com que uma pessoa desencadeie um processo que gere os resultados em sua vida, sejam eles positivos ou não. O Modelo Mental é formado com base em quatro fatores: genético; aprendizado inconsciente; condicionamento; e significado.

No fator "Condicionamento", por exemplo, ele diz que:

"A vida nos oferece diversos estímulos externos e internos e nós lhe oferecemos respostas em forma de atitudes (até mesmo não fazer nada é uma resposta). Assim, quando nossa resposta satisfaz nossas necessidades gerando prazer, tendemos a repeti-la. Quando nossa resposta gera dor, sofrimento, ou seja, a frustração da satisfação de nossas necessidades, tendemos a evitá-la. Quanto mais especialistas ficamos em dar uma determinada resposta aos estímulos da vida, mais condicionados ficamos em relação a tal atitude ou comportamento.

O grande segredo é ampliarmos nossas respostas condicionadas de forma que as novas respostas sejam úteis à realização de nossos objetivos."

Fonte:

*********************
Ensinamento do dia: O Efeito Mozart é um termo cunhado por Alfred A. Tomatis para um alegado aumento no desenvolvimento cerebral que ocorre em crianças com menos de 3 anos, quando elas ouvem música de Wolfgang Amadeus Mozart.

The New York Times [29/10/03] reporta que 32% dos bebês entre 6 meses e 2 anos têm fitas Baby Einstein, coleção de vídeos atualmente publicada pela Disney que serviria para estimular a inteligência. Esse tipo de produto se aproveita da repercussão do chamado "efeito Mozart" – o conceito de que, ouvindo música clássica, um bebê será mais inteligente.

2 comentários:

Anônimo disse...

Não sei se funciona, mas a minha filha assiste o DVD do Baby Einstein. É surpreendente como ela fica quietinha assistindo!:D
Gostei de ler esse texto.. ótimo!
Bjs, Bia.

karla nazareth disse...

sabe uma coisa que estava sentindo falta em mim - e foi o q sempre me fez falta toda a vida - dedicação.

Creative Commons License
Blog licenciado - Creative Commons License.