Menos é mais

"Tudo deveria se tornar o mais simples possível, mas não simplificado." (Albert Einstein)

Tema do dia: Simplicidade

Como definir simplicidade no mundo de hoje? O essencial para muitos é um mundo artificial - é o prático, o descartável, o comprado, o mais, os outros, o caro, o "está na moda".. enfim! Poucos, hoje em dia, concordariam com Henry Wadsworth em sua frase:

"No caráter, na conduta, no estilo, em todas as coisas, a simplicidade é a suprema virtude."

"Conta a parábola que um viajante procurou abrigar-se de uma tempestade numa casa que lhe pareceu a mais apresentável numa distante cidade do Oriente. Foi muito bem recebido pelo dono da casa, mas logo sentiu uma pontada de frustração ao perceber que a casa era inteiramente vazia: nenhum móvel, cadeira, mesa, nada. Sentado no chão, depois de descansar alguns minutos, nosso viajante não se conteve e comentou:- Agradeço muito sua hospitalidade, mas permita-me uma observação. Como o senhor consegue viver numa casa totalmente desguarnecida de móveis, quadros, eletrodomésticos - enfim, do conforto ao qual estamos todos habituados?O anfitrião não pareceu aborrecer-se com a observação do viajante - apenas retrucou:- Por acaso o senhor está trazendo consigo esses bens confortáveis que citou?- Eu? Eu, não! Mas eu estou aqui de passagem!Calmamente o anfitrião respondeu:- Eu também, meu amigo, eu também.

O que acho legal nessa parábola é a maneira simples e direta pela qual ela nos mostra a futilidade do apego aos símbolos materiais, tão comum na nossa sociedade atual, em que a aparência, a ostentação e os bens financeiros têm sido critérios de avaliação mais importantes que caráter, bondade, moral e educação - para citar apenas alguns exemplos."

* Trecho do texto: "O discreto charme da simplicidade", por Floriano Serra.

2 comentários:

Mônica disse...

Oi.
Seu blog esta "um must".
gosto dessa paz q ele traz.
beijo

Leandro disse...

Hoje tem Blogagem Coletiva

Creative Commons License
Blog licenciado - Creative Commons License.