Cidade Santa


Judeus ultraortodoxos iniciaram durante a madrugada as manifestações contra a Parada Gay, programada para acontecer nesta quinta-feira (21) em Jerusalém. Em razão dos violentos protestos ocorridos em anos anteriores, o percurso do evento foi reduzido para apenas 500 metros. Nesta quarta-feira, a Suprema Corte de Israel rejeitou as apelações de grupos conservadores que queriam cancelar o evento homossexual por acreditarem que a parada seja uma ofensa à tradição da terra santa. O policiamento nas ruas da cidade foi reforçado para reprimir protestos violentos. Ultraortodoxos acreditam que o homossexualismo seja uma "abominação". (Foto: Reuters)
.
.
.
Obrigada a todos pelos comentários e por acompanhar o Blog da Mélica !

4 comentários:

Renata disse...

Mélica que bom que vc gostou da viagem, nós tb gostamos...rs.r.s..
Quanto ao post, é muito triste que esse tipo de coisa ainda aconteça. Eu só acredito no amor que acontece nas diferenças, amar o igual é fácil demais!!!
bjos

Lino disse...

A intolerância não é exclusividade de uma etnia ou religião, existe em todos os lugares, como mostra a restrição aos gays em Israel.

Chawca disse...

Deixem as bibas desfilarem em paz...
Se bem que não entendo bem o propósito disso, mas tudo bem....
Se é importante para eles, ótimo...
Sexualidade não deveria ter nada a ver com religião, duas coisas que não se misturam na minha opinião..
Um beijo

Ricardo Rayol disse...

Pelo que li o pau fechou, sem duplo sentido.

Creative Commons License
Blog licenciado - Creative Commons License.