As perdas ao longo da vida


"Alguns causam felicidade em todo lugar que vão, outros em toda hora que partem."
(Oscar Wilde)

Tema do dia:
Sentir Falta

Desapegar-se dos filhos que estão crescendo, fechar ciclos, lidar com o fim de um relacionamento, com a perda da beleza, separar-se de pessoas queridas...
Tudo isso pode trazer sofrimento. O luto pressupõe 4 fases: negação, revolta, depressão e reconstrução. Essas etapas podem se misturar, se repetir, se sobrepor. Cada pessoa tem seu próprio tempo para superar.
Tudo depende da estrutura emocional de cada um e da rede de apoio (familiares, amigos, religiosidade). (...)
A livre expressão dos sentimentos, a solidariedade entre os que estão no mesmo barco, a elaboração de novos projetos de vida, são caminhos de cura. (...) vale a dica: não meça a dor do outro pela sua régua, nada de julgar, dar conselhos... Apenas ouça: é a cura pela fala. Quanto à preocupação com os filhos adolescentes, confie nos valores que você passou. Eles se revelarão no momento oportuno. Confie e deixe-os seguir em seu caminho.

-por Lygia Monteiro ("Como as perdas ao longo da vida podem significar crescimento e maturidade"- Revista Uma, julho 2008).


“Entendi que a vida não tece apenas uma teia de perdas mas nos proporciona uma sucessão de ganhos. O equilíbrio da balança depende muito do que soubermos e quisermos enxergar.” (Lya Luft)

2 comentários:

marcello disse...

MEl
E eu sinto a sua falta!
:(

Mila disse...

Seja como for...
Perder... sentir falta... nunca é bom... ai que falta me faz...
Beijos Mila

Creative Commons License
Blog licenciado - Creative Commons License.