O tempo que te dedicas


"Tu te tornas
eternamente
responsável
por aquilo que
cativas."

(Saint-Exupéry,
no livro "O Pequeno Príncipe")

Tema do dia: Responsabilidade

Temos uma só vida e somos responsáveis por ela. É o que temos que cativar, cuidar, ou seja, "desenvolver". Somos nós quem a possuímos, quem temos o controle e, acreditando em Deus, sorte, destino ou casualidade, ou não, são nossas atitudes, nosso poder de decisão e domínio sobre o que fazemos, falamos e pensamos que direcionam nossa vida. Nossos pais foram os responsáveis pelo nosso nascimento e crescimento, mas não pela nossa vida em si.. hoje.

Cultive sua vida: uma vida bem cultivada é uma vida mais saúdavel.. em corpo, alma e coração.


******************************************
"Os homens esqueceram essa verdade, disse a raposa. Mas tu não a deves esquecer. Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas. Tu és responsável pela rosa..."

Filosofando...

A forma que entendo a frase acima do "O Pequeno Príncipe" talvez seja bem particular. A palavra "cativar" significa:
.
1."tornar(-se) cativo; prender(-se);
2. granjear a estima ou simpatia de;
3. Atrair; encantar, seduzir.
.
Daí, "cativar" alguém (ou algo, no caso do Príncipe: a rosa) não significa, necessariamente, amar; pois, o amor em si não nos prende, mas se cativamos, sim. Aquilo, que cativamos, temos o "controle" sob ela, de certo modo, a responsabilidade.
Exemplificando: Se eu cativo rosas no meu jardim, sou responsável pelas rosas ao cuidá-las.
_________________

**Le Petit Prince , título original, é um romance de Antoine de Saint-Exupéry publicado em 1943 nos Estados Unidos. A princípio, aparentando ser um livro para crianças, tem um grande teor poético e filosófico. É o livro francês mais vendido no mundo, cerca de 80 milhões de exemplares, e entre 400 a 500 edições. Também se trata da segunda obra literária (sendo a primeira a Bíblia) mais traduzida no mundo, tendo sido publicado em 160 línguas ou dialetos. http://pt.wikipedia.org/wiki/Le_Petit_Prince

2 comentários:

Silvano Vilela disse...

Mel cheguei aqui pelo blog do Marcelo, quanto ao post concordo, mas acho que você não valorizou muito a atuação dos pais durante a vida para mim são a mola mestra em tudo na vida podemos até ter nosso caminho nossos destinos e decisões, mas tudo está gravado algo do passado ensinado ou dito pelos pais. Abração.

Anônimo disse...

Eu li algumas vezes esse livro, creio que cada vez que se ler, se tem um olhar diferente.. sobre sua análise qto a famosa frase, concordo plenamente!!!! Muita gente desentende o sentido dela... ;)
Beijoooos, Bia.

Creative Commons License
Blog licenciado - Creative Commons License.