A força que nos une


"O amor consiste em dar, não em receber. Amar é um verbo, e verbos implicam uma ação concreta. A ação correspondente ao verbo amar é dar-se, sem pedir, cobrar ou esperar." (Erich Fromm)

Tema do dia: Amor

Amar se aprende amando??

Estou lendo o livro chamado Kärlekens konst ("A arte de Amar"), de Erich Fromm. Procurei resenhas do livro e encontrei essa matéria da revista "Vida Simples" e resolvi postar sobre o tema:

"Amar não é fácil, mas a recompensa é grandiosa.
E quem diz isso não sou eu, que tenho tanta dificuldade quanto você em alcançar esse amor verdadeiro. Quem diz é o Dalai Lama, um dos maiores conhecedores do amor. E o que ele diz? Que o amor é a chave da maior felicidade que podemos provar na Terra. (...) Antes de sair em busca desse sentimento, porém, é melhor saber do que estamos falando, definir seus contornos, precisar o que ele é - e o que ele não é. Só então podemos ir a campo para enfrentar o mais emocionante desafio, talvez mesmo a razão de nossas vidas: aprender a amar. (...)

No estado erótico, ou paixão, é você quem interessa.
Não importa tudo o que de belo e bom você possa fazer para quem está apaixonado. No fundo, você só está fazendo isso porque quer seu prazer - a qualquer custo. Seduzimos para garantir nosso prazer, diz Erich Fromm em A Arte de Amar.
"É uma troca: o objeto da minha atenção deve ser desejável, sob o aspecto do seu valor social, e, ao mesmo tempo, desejar-me, levando em consideração minhas potencialidades e recursos expostos e ocultos", escreveu Fromm. (...)

Em resumo, de acordo com o que sou e tenho é que vou medir o outro. Se ele for aprovado em relação ao que acho de mim mesmo e se eu não for muito medroso ("é muita areia para meu caminhãozinho"), sou sério candidato a me apaixonar. Ou, mais cruamente, a me sentir atraído por alguém capaz de satisfazer meus desejos. (...) "A maioria das pessoas vê a questão do amor, antes de tudo, como o desejo de ser amado, em vez de amar", diz Erich Fromm. "O amor, por outro lado, exige uma atitude ativa que, conscientemente, coloca o outro em primeiro plano." Quer dizer, para amar é preciso, antes de tudo, pedir licença e tirar a si mesmo da frente. A recompensa do amor é o próprio amor que se sente, que inunda o coração, não o amor que se recebe do outro. É um transbordamento da alma. E provar o amor dessa maneira traz uma felicidade avassaladora.

Se você, como eu e o Dalai Lama, entre outros tantos, acredita que o objetivo máximo da vida é ser feliz, eis aí por que vale a pena aprender a amar."


****************************************************************
Resumo do livro: O renomado psicanalista Erich Fromm ajudou centenas de milhares de homens e mulheres a tornarem suas vidas ricas e produtivas desenvolvendo suas capacidades para ao amor, até então irreveladas. Neste livro admiravelmente franco e claro, ele explora as maneiras pelas quais essa extraordinária emoção pode alterar todo o curso de nossa vida.

3 comentários:

Robson disse...

Uau, não sabia que havia tantas ferramentas interessantes para um blog.
Muito legal.
Beijos.

david santos disse...

Olá, Mélica.
Os teus conteúdos são muito bons. Mas o teu blog, também.
Parabéns.
AH, JÁ VIVI AÍ NA SUÉCIA, SABIAS?

Ricardo Rayol disse...

Todos buscamos a aceitação, mas fazer isso uma razão pra amar é bizarro.

Creative Commons License
Blog licenciado - Creative Commons License.