Não se deixe morrer


"A questão não é se morreremos, mas como viveremos." (Joan Borysenko)

Tema do dia: Morrer

QUEM MORRE???

Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não ouve música, quem não encontra graça em si mesmo.
Morre lentamente quem destrói seu amor próprio, quem não se deixa ajudar.
Morre lentamente quem se transforma em escravo do hábito, repetindo todos os dias os mesmos trajetos, quem não muda de marca, não se arrisca a vestir uma nova cor ou não conversa com quem não conhece.
Morre lentamente quem evita uma paixão e seu redemoinho de emoções, justamente as que resgatam o brilho dos olhos e os corações aos tropeços.
Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz com o seu trabalho ou amor, quem não arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho, quem não se permite, pelo menos uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos...
Viva hoje!
Arrisque hoje!
Faça hoje!
Não se deixe morrer lentamente!
(Pablo Neruda)

6 comentários:

marcello disse...

Mel
O seu post de hoje bateu lá bem fundo!
Caleu mesmo!
Eu estava precisando de uma chacoalhada dessas...

Patty disse...

Mélica,
Que profundo esse post. Não conhecia essas palavras do Neruda, adorei!!!!

Meu niver hj, vai lá a minha festinha....rss
Beijosss

quem tecla não chora disse...

Um post necessário ,urgente ...parabéns!

Ricardo Rayol disse...

Mélica, pelo jeito você não gostou de minha proposta indecente. Uma pena, seria uma ótima parceria... mas no caso em questão lembrem-se: se a morte é inevitável e a vida sem graça deixe seus recursos financeiros para a Hector Hereeye Foundation.

luma disse...

Viver é fantasia, sonho. A morte única certeza! Vamos aproveitar integralmente esse tempinho que temos aqui. Ele passa muito rápido!! Boa semana! Beijus

Mila disse...

Nada mais cruel do que a morte em vida...
Beijos Mila

Creative Commons License
Blog licenciado - Creative Commons License.