Em doses suaves


"É melhor morrer de pé do que viver ajoelhado."
(Slogan da Revolução Espanhola)

Tema do dia: Morte


Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não ouve música, quem não encontra graça em si mesmo. Morre lentamente quem destroi o seu amor proprio, quem não se deixa ajudar.
Morre lentamente quem se transforma em escravo do hábito, repetindo todos os dias o mesmo trajeto, quem não muda de marca, não se arrisca a vestir uma nova cor, ou não conversa com quem não conhece.
Morre lentamente quem faz da televião o seu guru, quem evita uma paixão, quem prefere o negro sobre o branco, e os pontos sobre os iss em detrimento de um redemoinho de emoções, justamente as que resgatam o brilho nos olhos, sorrisos dos bocejos, corações aos tropeços e sentimentos.
Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz com o seu trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho, quem não se permite pelo menos uma vez na vida fugir dos conselhos sensatos. Morre lentamente, quem passa os dias queixando-se da má sorte ou da chuva que cai incedssante
Morre lentamente quem abandona um projeto antes de iniciá-lo , não pergunta sobre um assunto que desconhece ou não respondem quando lhe indagam sobre algo que sabe. Evitemos a morte em doses suaves, recordando sempre que estar vivo exige um esforço muito maior que o simples fato de respirar. Somente a perseverança fará com que conquistemos um estágio esplendido de FELICIDADE.

- Por Pablo Neruda
*****************************************************
Dica de hoje: Audiobook para Download
1. "Você é insubstituível", de Augusto Cury - Link:

3 comentários:

Heliarly disse...

Esse texto é ótimo! recebi ele por e-mail outro dia. Deua té vontade de postar, mas como o meu Blog é de outro estilo, resolvi deixar de mão! Até porque tem o seu e outros ótimos blogs com esse propósito! Um Ab

Ponto de Recarga disse...

Adorei seu blog. Vou virar esguidor. Muito bom saber que existem pessoas como vc dispostas a compartlhar energias positivas. Se puder e quizer, visite meu blog; http://www.pontoderecarga.blogspot.com/
Bjo

Cristina Almeida disse...

Este texto não é do Pablo Neruda e sim da MARTHA MEDEIROS! Trata-se de um dos erros mais crassos disseminados pela internet. Um abraço e parabéns pela dedicação ao blog.

Creative Commons License
Blog licenciado - Creative Commons License.